English EN Português PT Español ES

As construções mais bizarras e estranhas dos Estados Unidos

Os Estados Unidos são conhecidos por seus prédios e construções magníficas, imponentes e chamativas. No entanto, a terra do Tio Sam também é lar de uma série de construções bizarras, que talvez em uma primeira vista você não consiga compreender muito bem.

Confira, abaixo, algumas dessas construções que fogem ao convencional e são verdadeiras obras ‘alternativas’ de arte.

Arcosanti

Em 1970, o arquiteto italino-americano Paolo Soleri planejou uma comunidade experimental, no intuito de dar o ‘pontapé inicial’ para um novo estilo de vida urbana. Para tanto, Soleri se baseou em princípios de proteção ao meio-ambiente e redução de gastos desnecessários para idealizar uma cidade hiper-densa, a que deu o nome de Arcosanti. A cidade começou a ser construída em Mayer, Arizona.

A ideia de Soleri era colocar pelo menos 5 mil pessoas para viver em sua cidade planejada, mas mesmo depois de cinco décadas, há apenas 50 a 150 pessoas que vivem por lá, dependendo da época. Alguns voluntários construíram apartamentos, lojas e até mesmo um anfiteatro no local.

Mas como Soleri morreu em 2013, é pouco provável que a estrutura das construções de Arcosanti sofram alguma alteração considerável.

Cathedral of Junk

PETER TSAI PHOTOGRAPHY

PETER TSAI PHOTOGRAPHY

Que tal dar uma volta em Austin, no Texas, para admirar uma grande pilha de lixo? Parece uma má ideia? Espere até conhecer a Cathedral of Junk – ou Catedral do Lixo, em português.

Idealizada em 1988 por Vince Hannemann, a catedral começou como um pequeno monte de lixo, mas pouco a pouco começou a ganhar vários andares, e ainda está crescendo.

A catedral já esteve em xeque várias vezes, mas por ter se tornado um dos símbolos curiosos da cidade, vários voluntários ajudaram a modificá-la de forma a não atrapalhar ninguém. Graças à ação dos voluntários, a catedral sobrevive.

Pirâmide Nekoma

LIBRARY OF CONGRESS/BENJAMIN HALPERN

LIBRARY OF CONGRESS/BENJAMIN HALPERN

Essa pirâmide de 24 metros poderia ser alguma estrutura ligada ao ocultismo, ou uma construção egípcia perdida em Nekoma, Dakota do Norte. No entanto, trata-se dos restos de um complexo antimísseis construído durante a época da Guerra Fria.

A construção é chamada de Stanley R. Mickelsen Safeguard Complex, e foi constrída para abrigar mísseis anti-balísticos, capazes de interceptar foguetes soviéticos. Um radar localizado no topo da construção era capaz de varrer o céu em busca de possíveis ameaçadas, enquanto centenas de mísseis ficavam no subsolo, prontos para serem lançados.

Curiosamente, o complexo teve uma duração bem curta. Lançado em 1º de outubro de 1975, durou apenas até o dia seguinte, quando o Congresso dos EUA votou para terminar com o programa.

Integratron

Essa estrutura, localizada em Landers, na Califórnia, é particularmente curiosa. Seu criador, George Van Tassel construiu a estrutura com a ideia de que ela servisse como um gerador eletrostático que proporcionasse rejuvenescimento e viagens no tempo.

O ambiente é totalmente fechado acusticamente, e sua localização é um ponto importante para seu ‘funcionamento’. Ele foi supostamente construído em uma área como grande força geomagnética, que de acordo com seu idealizador concentra e amplifica o campo magnético da Terra.

Fortaleza Medieval Ozark

Localizado em Lead Hill, Arkansas, essa fortaleza fez parte de um plano ambicioso: construir um castelo que remontasse o século 13 utilizando apenas ferramentas e técnicas disponíveis na época.

A ideia era vender ingressos e levar o público para acompanhar a construção de perto, mas isso não deu muito certo. Aberto ao público em 2010, o local funcionou apenas durante dois anos, até fechar por falta de interesse.

Modelo da Bacia do Rio Mississipi

US ARMY CORPS OF ENGINEERS

Na década de 1940, em que não haviam computadores capazes de realizar grandes coisas, quando os engenheiros precisavam fazer um modelo de algum sistema complexo, eles precisavam fazer isso no ‘mundo real’, com modelos em escala.

O Corpo de Engenheiros do Exército, responsável pelo desenvolvimento e manutenção dos recursos hídricos do país, construiu diversos desses modelos. Um dos mais impressionantes foi o Modelo da Bacia do Rio Mississipi. Feito em resposta a uma série de inundações castastróficas no rio, o modelo simulava os efeitos do tempo e as inundações do Rio Mississipi. Ele foi feito em uma escala vertical de 1:100 e horizontal de 1:2000.

O modelo começou a ser construído em 1943, ficando pronto em meados de 1966. No entanto, até o início dos anos 1970, o impulso rumo à modelagem computacional já havia começado, e então o modelo rudimentar começou a ficar defasado.

Mistake House

JENNIFER MISHRA

Essa pequena casa, localizada no campus do Principia College, em ElsahIllinois, parece ter cinco diferentes estilos arquitetônicos, todos misturados. No entanto, não se trata de uma obra de um arquiteto novato, mas sim de um talentoso designer que estava fazendo algumas experiências.

A obra foi feita por Bernard Maybeck, arquiteto responsável por planejar a estética e os materiais que seriam utilizados para os dormitórios do campus. Em 1931, quando estava ponderando sobre o que faria, decidiu fazer uma casa experimental para ajudá-lo na decisão. A casa foi mantida até os tempos modernos, e nomeada ‘Mistake House’.

Bishop Castle

FLICKR/FYREFIEND

Em 1969, o recém-casado Jim Bishop decidiu construir uma casa de pedra para sua família em Pueblo, Colorado. A casa, ao longo das décadas, acabou se tornando um castelo, que hoje se apresenta com vários andares, três torres e um grande salão. E seu dono ainda não parece estar satisfeito.

O castelo, no entanto, possui um aspecto diferente dos demais por não possuir qualquer esquema ou código de construção. Tudo é planejado e executado por Bishop.

A ideia do dono do castelo é mantê-lo até que suas estruturas não se sustentem mais.

Casa de Papel

Uma casa de papel pode parecer algo extremamente frágil, mas a Casa de Papel de Rockport, Massachusetts, tem se mantido firme desde a década de 1920. Mais especificamente em 1922, o engenheiro Elis Stenman passou a construir uma casa com jornais em seu tempo ocioso, como um hobby. O processo era simples: as folhas de jornal eram prensadas e depois passavam por aplicações de verniz e cola.

Nas mobílias da casa, Stenman também utilizou papeis para formar cadeiras, estantes, mesas de escritório, entre outros móveis.

Stenman passava o verão na sua casa de jornal até 1930, quando o local foi aberto ao público como um museu.

Pirâmide Summun

Essa pirâmide laranja, localizada em Salt Lake, Utah, é a sede de um grupo religioso que prega a necessidade de mumificar os cadáveres humanos. A religião, chamada Summun, foi fundada em 1975 por Claude Nowell, que afirmava ter sido visitado por seres avançados que lhe revelaram a natureza da criação.

Segundo a filosofia do Summum, a morte não extingue nossa consciência e a capacidade de sentir. Embora desprovido de um corpo, nosso espírito, de acordo com a filosofia, fica rondando nosso mundo, completamente confuso com as circunstâncias.

A solução para os seguidores do Summun é a mumificação. De acordo com a ideologia, preservando o corpo, protegemos a ‘essência póstuma’, para que ela possa se comunicar e fazer planos para se dirigir a seu próximo destino.

Sem entrar no mérito de discutir a ideologia, podemos afirmar que a pirâmide é uma construção peculiar no meio de Utah.

Oregon Vortex

Essa casa inclinada está situada em Gold Hill, Oregon. A casa já esteve a cargo de uma empresa local de mineração.

Construída em 1890, ela foi abandonada 20 anos depois, depois de ter desabado parcialmente. Oficialmente, a casa caiu por conta de um deslizamento de terra, mas os proprietários acreditam que o culpado foi o vórtice magnético.

Em 1930, a casa foi aberta ao público como parte do Fabulous Oregon Vortex, uma atração que visa demonstrar as supostas propriedades do local que desafiam a física.

Casa da Pirâmide

AMANDA PETROZZINI

Essa pirâmide, localizada em Wadsworth, Illinois, é a casa de Jim e Linda Onan – dois apaixonados pelo Egito Antigo. O casal construiu a pirâmide para servir como moradia, e também levantaram um monumento de Ramsés II, que reinou o Egito entre aproximadamente 1279 a.C. e 1213 a.C.

Fundador e dono de todos os projetos da Climatologia Geográfica e Novo Cientista e redator/social media nos dois sites. Adoro viajar pelo mundo e desfrutar da natureza. Adicionem o perfil pessoal: https://www.facebook.com/IsaiasMarquesJunior

Comentários