English EN Português PT Español ES

Auroras Boreais e Austrais

Uma aurora é uma incidência de luz natural no céu, predominantemente visto em altas latitudes (regiões do polar Ártico e Antártida). As auroras são produzidas quando a magnetosfera está suficientemente perturbada pelo vento solar, fazendo com que a trajetória das partículas carregadas de energia solar, vento e plasma da magnetosfera, principalmente na forma de elétrons e prótons, se precipitem na parte mais superior da atmosfera (termosfera/ exosfera), onde sua energia é perdida.

A ionização resultante e a excitação de constituintes atmosféricos emitem luzes de coloração variável. A forma da Aurora, que ocorre dentro das bandas em torno de ambas as regiões polares, também é dependente da quantidade de aceleração transmitida para as partículas precipitarem. Os prótons precipitantes geralmente produzem emissões ópticas como átomos de hidrogênio incidentes depois de ganhar elétrons da atmosfera. As auroras de prótons são geralmente observados em latitudes mais baixas.

A aurora frequentemente aparece tanto como uma luz difusa ou como “cortinas” que se estendem aproximadamente no sentido leste-oeste. Em algumas vezes, eles formam aspectos visuais que evoluem e mudam de posição constantemente. Cada cortina consiste em diversos raios paralelos, cada um alinhado com a direção local do campo magnético, em conformidade com a aurora, sendo moldada pelo campo magnético da Terra.

Várias medições de partículas confirmam que os elétrons das auroras são guiados pelo campo geomagnético, e a espiral ao redor deles enquanto se move em direção à Terra. A semelhança de uma exposição auroral para cortinas é frequentemente reforçada por dobras dentro dos arcos.

Para esclarecer melhor o assunto, o Projeto Ciência e Astronomia, um projeto sem fins lucrativos com o objetivo de divulgar, compartilhar e promover informações e novidades dos diversos campos da ciência e da astronomia, bem como incentivar o interesse e estudo destas áreas no Brasil, elaborou um vídeo, no qual você pode assistir acima, convidando Marco Brotto, conhecido nacionalmente como o “Caçador de Auroras”, a fim de esclarecer algumas dúvidas sobre o tema.

Fundador e dono de todos os projetos da Climatologia Geográfica e Novo Cientista e redator/social media nos dois sites. Adoro viajar pelo mundo e desfrutar da natureza. Adicionem o perfil pessoal: https://www.facebook.com/IsaiasMarquesJunior

Comentários