Artigos científicos, notícias e muito mais.

5 benefícios dos abraços cientificamente comprovados

5. Um abraço faz você se sentir melhor

A ciência descobriu que um abraço é o gatilho para o cérebro produzir mais oxitocina, o chamado hormônio do aconchego. Este composto é gerado no hipotálamo cerebral e é enviado para a circulação através da glândula pituitária.

Esse neuropeptídio promove sentimentos de confiança, fixação e ligação, de acordo com uma pesquisa da Universidade DePauw, Indiana, liderada pelo Dr. Matt Hertenstein.

4. Reduz a pressão arterial e ajuda o coração

A sequência de eventos microquímicos que desencadeia um abraço é fascinante. O contato da pele com pele ativa imediatamente os corpúsculos de Pacini. Estes são receptores sensoriais da pele que entram em atividade só pela pressão do abraço. Os sinais destes receptores são enviados para o cérebro, assim causando uma redução na pressão arterial.

3. Reduz o medo

O contato físico pode gerar confiança para a pessoa que dá o abraço. A pessoa que está sendo abraçada também pode aliviar seus medos e ganhar autoestima.

2. Alivia o estresse

Um estudo realizado pelo psicólogo Jan Astrom, publicado na revista Psicologia Integral, estabeleceu que os abraços ocasionam uma série de reações bioquímicas e fisiológicas que diminuem o estresse. Essas reações também estimulam o sistema imunológico.

1. Fundamental para o desenvolvimento saudável de uma criança

A neurobióloga Maria Carlson realizou um estudo, na Romênia, sobre a saúde física e psicológica a longo prazo de bebês e crianças que crescem em orfanatos, onde o contato físico amoroso é muito menor do que nas casas. A investigação concluiu que a falta de contato afetou gravemente o comportamento na idade adulta.

[Batanga]

Comentários
Carregando...