Artigos científicos, notícias e muito mais.

Caça ilegal pode colocar girafas em risco de extinção

Recentemente, uma caçadora criou certo alvoroço nas redes sociais ao publicar uma foto ao lado de uma girafa morta, defendendo que havia matado um animal ‘muito perigoso’. Entretanto, sabemos que apesar das girafas terem condições de fazer grande estrago em seres humanos, os ataques são extremamente raros.

Na verdade, os humanos é que podem ser perigosos para esses animais. A Lista Vermelha da União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN) não considera os seres humanos como potenciais ameaças às girafas quando leva em consideração a caça regulamentada. No entanto, é a versão ilegal desta caça, seja por alimento ou ‘troféus’, que coloca em risco esses animais. Isso porque essa modalidade acaba reduzindo o tamanho de áreas de conservação e causando colapsos populacionais.

girafa
Créditos: Frank Vassen

As girafas não são consideradas ameaçadas pela IUCN, mas nem tudo está tão bem para nossas amigas de pescoço comprido. Em 1999, o especialista em vida selvagem Rod East estimou que existiam 140 mil espécimes vivendo na África: hoje em dia, a estimativa caiu para 80 mil – de acordo com a Fundação de Conservação das Girafas. De acordo com uma publicação do portal ‘IFFCG’, essa queda veloz sugere que em breve esses animais podem estar risco de extinção.

Existem controvérsias em relação à moralidade das caças por diversão à girafas e outros animais. No entanto, mais importante do que esforços para banir esse tipo de prática, é necessário pelo menos regulamentar as caçadas, para que não percamos animais tão carismáticos e presentes na nossa vida – mesmo que muitos nunca tenham os visto pessoalmente.

Comentários
Carregando...