Artigos científicos, notícias e muito mais.

Cães não percebem diferença entre verde e vermelho, diz estudo

Com informações de LiveScience

Um estudo realizado recentemente na Itália sugere que os cães não conseguem perceber diferenças entre as cores verde e vermelho. A pesquisa analisou a percepção de cores de três cães, e descobriu que eles possuem deuteranopia – a forma daltonismo que faz com que um indivíduo não consiga distingui entre vermelho e verde. Cerca de 8% dos homens e 0,5% das mulheres possuem esta condição, de acordo com o Instituto Nacional dos Olhos, dos EUA.

“Se você está pensando em treinar seu cão para bolas que caem em um gramado verde, considere utilizar uma bola azul, e não vermelha”, escreveu o principal autor do estudo, Marcello Siniscalchi, professor do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade de Bari, na Itália.

A pesquisa mostra que os olhos dos nossos amigos caninos possuem dois tipos de cones (células do olho), uma sensível ao amarelo e outra ao azul, explica Siniscalchi. Isso sugere que os cães podem enxergar normalmente o amarelo, azul e suas combinações. Os humanos, a fim de comparação, possuem três tipos de cones, sensíveis ao vermelho, verde e azul.

Para confirmar a hipótese de que os cães possuem deuteranopia, Siniscalchi utilizou uma variação do teste de Ishihara, que consiste em uma série de círculos coloridos, com diferentes números (também coloridos) dentro deles. Se uma pessoa não consegue enxergar um número vermelho dentro de um círculo verde, isso é um indício de que ela pode ter dificuldades da distinção do verde e vermelho. Em vez de números, no entanto, a versão canina do teste de Ishihara utilizava uma animação de gatos correndo dentro dos círculos.

Quando a animação era mostrada em vermelho brilhante, dentro de um fundo verde, a maioria dos cães percebia imediatamente. No entanto, quando os pesquisadores utilizavam uma mistura de vermelho claro e escuro, no mesmo fundo verde, a maioria dos cães não enxergava o felino.

“O presente trabalho apresentou, pela primeira vez diretamente, daltonismo de vermelho-verde através da utilização de um teste modificado de percepção das cores em humanos”, disse Siniscalchi.

O estudo analisou tanto cães de raça como os sem raça definida, incluindo três pastores-australianos, um spaniel bretão, um weimaraner, um labrador retriever e 10 cães de raça mista. No entanto, como o estudo foi pequeno, os resultados demandam experimentos maiores para serem confirmados.

O estudo foi publicado no dia 8 de novembro de 2017 na Royal Society Open Science.

Comentários
Carregando...