Artigos científicos, notícias e muito mais.

Uma chuva de meteoros começará na semana que vem – saiba como assistir

Crédito de imagem: Andrés Nieto Porras.

As Perseidas, uma das mais famosas chuvas de meteoros, está chegando em menos de um mês. Porém, você não precisa esperar até agosto para ver as “estrelas cadentes” que riscam o céu.

Neste momento, estamos no meio de uma chuva de meteoros chamada Delta Aquarídeas, que começou em 12 de julho e atingirá seu pico entre 28 e 29 de julho. Embora a chuva de meteoros favoreça os observadores do hemisfério sul, os observadores do norte também podem observar o evento. Durante o pico, será possível ver 20 meteoros por hora.

Após o pico, a Delta Aquadrídeas continuará até mais ou menos dia 23 de agosto, já junto da chuva de meteoros Perseidas (que tem seu pico em meados de agosto).

Como assistir a chuva de meteoros

A melhor hora para observar a chuva de meteoros é entre a meia noite e as 3 da madrugada. Os meteoros Delta Aquarídeas podem ser fracos, então é importante olhar para eles no céu escuro, sem luar ou luzes artificiais.

Se houver mau tempo ou luzes muito brilhantes que impeçam a observação da chuva de meteoros, o observatório online Slooh fará uma transmissão ao vivo da chuva de meteoros sobre as Ilhas Canárias. Durante a transmissão, astrônomos discutirão o evento e responderão perguntas do público.

Crédito de imagem: Andrés Nieto Porras.
Crédito de imagem: Andrés Nieto Porras.

O que causa uma chuva de meteoros?

As órbitas dos cometas muitas vezes são desequilibradas. Quando um cometa passa muito perto do Sol, sua superfície gelada ferve, liberando partículas de gelo e de poeira.

Esse rastro segue o caminho do cometa, formando uma cauda que aponta para longe do Sol. Como a Terra cruza a órbita de alguns cometas, passamos pelo rastro deixado pela cauda.

A gravidade da Terra atrai a poeira e gelo que o cometa deixou para trás. No momento em que os detritos entram na atmosfera, eles queimam ao entrar em contato com as moléculas de ar, cortando o céu da forma que estamos acostumados a ver.

O cometa que gera a chuva de meteoros Delta Aquarídeas ainda é um mistério. Já houveram alguns suspeitos, mas atualmente o principal é o cometa 96P Machholz, descoberto em 1986.

Os meteoros podem aparecer em qualquer lugar do céu, mas se você traçar o seu caminho de volta, verá que eles parecem vir do mesmo lugar: do ponto onde vemos a estrela delta da constelação Aquário. A razão disso é porque todos se aproximam de nós praticamente no mesmo ângulo.

Para descobrir se você está vendo um meteoro Delta Aquarídeo ou Perseida, você deve observar a origem do meteoro, verificando se ela se encontra na estrela delta de Aquário ou a constelação de Perseus.

No hemisfério sul, a chuva Delta Aquarídea parece irradiar bem de cima, enquanto as Perseidas parecem vir do horizonte norte. Já no hemisfério norte, a Delta Aquarídea parece vir do sul, enquanto as Perseidas da constelação de Perseus, no nordeste ou norte. [IFFCG]

Comentários
Carregando...