Cobra pre-histórica que viveu depois dos dinossauros era do tamanho de um ônibus escolar

via ScienceAlert

Má notícia para quem tem medo de cobras. Uma espécie de cobra de aproximadamente 14,6 metros de comprimento pode ter vivido há 60 milhões de anos, de acordo com cientistas. Trata-se da Titanoboa cerrejonensis, que obviamente já está extinta, mas recebeu recentemente uma recriação para exposição no Monte L. Bean Life Science Museum at Brigham Young University, em Utah-EUA. Agora, os americanos e turistas da cidade podem conferir um modelo em tamanho real dessa monstruosidade capaz de engolir um crocodilo (como representado no modelo exposto).

De acordo com os especialistas, a Titanoboa não matava com seus dentes, nem com veneno. Em vez disso, ela apertava suas vítimas até a morte, o que era bastante efetivo, visto que a cobra podia pesar até 1,133kg.

Fósseis da cobra foram descobertas em uma mina de carvão com resquícios do Paleoceno – período que começou com a extinção dos dinossauros. Tratava-se de um réptil tão grande que podia chegar até mesmo ao tamanho de um ônibus escolar.

O modelo em tamanho real da cobra está emprestado para a Brigham Young University até 17 de março, em parceria com o Instituto Smithsonian.

 

Comentários
Carregando...