Artigos científicos, notícias e muito mais.

Conheça alguns animais que possuem defesas supreendentes contra o câncer

O Câncer é uma doença bastante presente no Reino Animal. Além dos humanos, outros animais estão sujeitos a sofrerem diversos tipos de câncer. Porém, existem outros em que a incidência é bastante reduzida, como também há animais que parecem ser imunes a doença, que provoca tumores devido a reprodução desordenada de células defeituosas. A tendência é que quanto maior o número de células de um organismo e quanto mais ele vive, maior é a probabilidade do desenvolvimento de um tumor.

87f66d520529ce8e2281f6ec9bffe1fa

Os elefantes, por exemplo, deveriam ser animais que apresentassem uma taxa de tumores bem maior do que os números dos humanos, já que eles têm uma quantidade de células bem mais numerosa que a nossa e também são animais longevos, em média, vivem 80 anos. Apesar disso, apenas 5% desses deles morrem por consequência do câncer. Segundo as pesquisas mais recentes, a explicação é que nos elefantes há mais genes capazes de combater a doença, são ao todo 20. Enquanto os humanos tem apenas um gene com essa capacidade.

Esses genes atuam permitindo que uma célula seja capaz de se “consertar”, antes de se reproduzir, e, se isso não for possível, o gene induz com que a célula se autodestrua. A expectativa da comunidade científica é de poder desenvolver remédios com imitem o mecanismo o mecanismo. Atualmente, um desses remédios já está sendo testado. O caso da baleia-da-Groenlândia, animal que pode viver até 210 anos, também tem sido analisado pelos cientistas. Ao estado o código genético desses mamíferos aquáticos, os cientistas entenderam que algumas mutações são responsáveis de proteger o DNA de possíveis danos que levem ao surgimento do câncer.

Rato-topeira-pelado tem se mostrado imune ao câncer.
Rato-topeira-pelado tem se mostrado imune ao câncer.

Porém, parece estar numa espécie de rato a chave para que os tratamentos contra o câncer alcance maiores sucessos. Em sua maioria, os ratos sofrem mais com câncer do que os humanos. Apesar de serem animais que vivem menos e ter uma quantidade de células menor que a nossa. O estranho rato-toupeira-pelado vem se demonstrando com um ser imune á doença. Esses animais vivem em torno de 30 anos e produzem um composto ou uma molécula que é capaz de frear o desenvolvimento de uma célula cancerígena no organismo.

A molécula é de ácido hialurônico, que é produzido também pelos seres humanos, mas a constituição apresenta algumas distinções. Os pesquisadores estudam agora maneiras de controlar a produção desse composto e fazer com que o organismo humano também seja capaz de fabricá-la. Ainda não se saber se a introdução dessa molécula seria benéfica para os seres humanos ou se a estimulação de um gene que aparentemente é comum a duas espécies distintas trariam os mesmos resultados para elas. Por isso, as pesquisas seguem. [BBC]

Comentários
Carregando...