Consumo de álcool tem picos na meia-idade, mas decai na velhice

De acordo com um novo estudo realizado no Reino Unido, a ingestão de álcool tem seu pico durante a adolescência, estabiliza-se na meia-idade e diminui em idades mais avançadas.

 

A novidade no entanto, é que os pesquisadores descobriram que ainda que jovens bebam grandes quantidades de álcool, são os homens mais velhos que bebem com maior frequência, com alguns homens adotando hábitos diários para a bebida justamente após idades mais avançadas, explica Annie Britton, professora de epidemiologia de Universidade College London.

 

alcohol-64164_1280

 

 

Em entrevista ao portal americano ‘LiveScience’, Annie disse que é preocupante perceber que muitos homens mais velhos adotam hábitos alcoólicos diários. Além disso, a pesquisadora cita que o hábito pode entrar em conflito com a utilização de alguns medicamentos comuns para idosos, como os que controlam a pressão arterial e os utilizados para aliviar dores.

 

No novo estudo, os pesquisadores utilizaram dados de nove pesquisas anteriores que incluíram um total de aproximadamente 60 mil pessoas e estipularam um período de 34 anos – de 1979 até 2013. O novo estudo é pioneiro na união de dados extensos sobre comportamentos de consumo de um grupo tão grande em tanto tempo. Os resultados foram publicados no dia 5 de março na revista Bmc Medicine.

 

No estudo, os pesquisadores descobriram que adolescentes e pessoas na faixa dos 20 anos tinham uma tendência a consumir grandes quantidades de álcool, mas de forma esporádica (uma ou duas vezes por semana). Já aos 25 anos, os homens apresentaram tendência média a consumir 10 bebidas alcoólicas por semana, enquanto as mulheres consumiam uma média de quatro a cinco doses semanais.

 

Os pesquisadores apontaram que a ingestão de álcool pelas mulheres era, em média, inferior a dos homens. De acordo com Annie, as mulheres avaliadas eram mais propensas a dizer que bebiam apenas uma vez por mês, ou em ocasiões especiais.

 

De acordo com o estudo, as pessoas passaram a beber menos quando chegaram na meia-idade. Por volta dos 60 anos, os homens relataram beber uma média de três a cinco cervejas por semana. Aos 70, as mulheres relataram que bebiam apenas um ou dois drinques semanalmente.

 

Os pesquisadores analisaram a frequência e a quantidade de bebida ingerida. Durante a meia-idade, a frequência com que os homens consumiam bebidas alcoólicas aumentou, com uma tendência a consumir bebidas diariamente ou na maior parte dos dias da semana. Entretanto, em idades muito avançadas, o hábito de beber frequentemente diminuiu nestas pessoas.

 

O estudo não explicou as razões por trás desses hábitos, mas outros estudos semelhantes apontam que as pessoas geralmente reduzem o hábito de consumo de álcool à medida que envelhecem por conta de problemas de saúde, problemas de peso ou porque frequentam menos eventos sociais.

Fonte: LiveScience

 

 

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...