Doninha pegando carona com pica-pau? Entenda o que realmente aconteceu

Uma foto inusitada de uma doninha aparentemente pegando carona nas costas de um pica-pau fez bastante reboliço na internet na noite passada. No entanto, a história por trás da imagem pode não ser tão bonita quanto você pensa.

 

O autor da fotografia que você vê abaixo é o fotógrafo Martin Le-May, e ela mostra uma doninha (Mustela nivalis) agarrada nas costas de um pica-pau-verde (Picus viridis). Ainda que a fotografia pareça retratar um momento bonito da natureza, Le-May fotografou nada mais nada menos que a ação de uma doninha morta de fome. O pica-pau não estava dando carona para ninguém, mas simplesmente tentando salvar sua vida.

doninha pica pau

 

“Eu acho que nós distraímos a doninha, pois quando o pica-pau pousou, ele conseguiu escapar e a doninha correu de volta para a grama”, contou o fotógrafo à ‘BBC’.

 

Como quase todas as fotos que se tornam virais na internet, essa não poderia deixar de levantar dúvidas sobre sua veracidade. A ‘BBC’ procurou o professor de ciência da computação Hany Farid, da Universidade de Dartmouth, em New Hampshire, que atua na área forense e análise de imagens.

Farid diz que mesmo que a imagem esteja em uma resolução baixa, existem fatores que podem ser levados em conta. O professor cita o fato de que seria extremamente difícil forjar uma imagem de uma doninha agarrando um pica-pau, como mostra a foto.

“Para que isso fosse possível (forjar essa imagem) seria necessário um alinhamento quase perfeito entre os dois animais em suas fotos originais. Esse tipo de montagem seria muito mais difícil de criar do que, por exemplo, uma imagem de dois animais simplesmente parados um do lado do outro”, explicou Farid.

Além disso, o especialista diz não ter encontrado nenhuma evidência óbvia como algum defeito na luz, cor ou foco da imagem. “Eu não consegui encontrar nenhuma evidência que leve a acreditar que a foto não é real”, concluiu.

Ainda que o ataque da doninha pareça incomum, o naturalista David Mizejewski, também em entrevista à ‘BBC’, diz que o evento não é tão raro se você conhece a natureza das duas espécies.

“Ainda que pareça um evento bizarro, isso não é tão surpreendente quando você conhece um pouco sobre esses animais”, disse Maizejewski, antes de complementar:

“A natureza está repleta de maravilhas, e nós temos a chance de observá-las em primeira mão se vamos para dentro dela e a experienciamos”.

Fonte: BBC

Comentários
Carregando...