Artigos científicos, notícias e muito mais.

Fotógrafo gera imagem de todo cobre extraído de mina

Por mais de um século, o cobre da mina de O’okiep, na África do Sul foi explorada de forma intensiva e rendeu grandes quantidades de cobre. Esta imagem, no mínimo inusitada, foi criada após quase 50 anos após o fechamento da mina, dando fim à exploração existente no local. Nela podemos ver uma representação das 284 toneladas de cobre retiradas ao longo dos anos.

mg22329850.100-1_1200[1]
Representação em escala da esfera de cobre que teria sido retirada ao longo da exploração.
“A África do Sul tem grande riqueza mineral, mas isso tem um custo para o meio ambiente”, diz o fotógrafo Dillon Marsh. “A poluição atmosférica e da água, drenagem ácida de mina, resíduos tóxicos e abandonados, minas não reabilitados continuar a ser prejudicial para o meio ambiente.”

Para criar a imagem, Marsh visitou e fotografou outras minas de cobre existentes na África do Sul, também abandonadas após longa exploração. A partir de uma série de estimativas criadas em cada mina e calculou a medida da esfera levando em consideração que ela seria de cobre puro e maciço (fazendo tais cálculos a partir da quantidade de cobre extraída ao longo dos anos da mina). Para gerar a imagem, Marsh fez o uso de Google Earth, do Photoshop e de programas de criação de imagens em 3D, criando reflexos em ótima definição e alto grau detalhístico.

A mina de  O’okiep foi explorada entre 1862 até o início da década de 1970. “Muitas minas de ouro, diamantes, cobre e ainda operam hoje”, diz Marsh. “Mas a produção global destes minerais foi em um declínio evidente e constante nas últimas décadas.”

Fonte:

New Scientist

Comentários
Carregando...