Artigos científicos, notícias e muito mais.

LightSail perde contato graças a falha de software

Apenas dois dias após o lançamento do LightSail rumo a sua jornada épica, divulgado pelo grande cientista e divulgador científico Bill Nye, a nave espacial chegou a um impasse decepcionante. De acordo com a atualização mais recente da missão, a pequena nave espacial foi ‘silenciada’ por conta de uma falha de software.

A LightSail foi lançado pela Planetary Society com o objetivo de impulsionar um pequeno CubeSat usando a energia do sol como combustível. Um protótipo da nave espacial foi lançado para testar a sequência da implantação de sua vela, abrindo assim as possibilidades para o lançamento da missão prevista para 2016. A LightSail estava operando normalmente até sexta-feira passada, porém houve um problema dentro do software da espaçonave. Jason Davis, da The Planetary Society, explica em um comunicado: “a LightSail provavelmente ficará desativada, não muito diferente  de um computador que para de funcionar”.

A LightSail foi projetada para transmitir um “sinal” para a Terra, e guardar uma cópia das informações para um arquivo chamado beacon.csv. A placa do sistema principal continuou fazendo isso até que o arquivo chegasse a 32 megabytes, o que acabou quebrando o sistema. A LightSail ficou sem comunicação e deixou de enviar dados para o sistema na Terra.

lightsail

Embora esta falha no software foi posteriormente corrigida pelos fabricantes, software da LightSail não inclui esta importante atualização. Os operadores têm tentado reiniciar, entretanto a nave espacial não consegue responder. Os pesquisadores precisam reiniciar manualmente o sistema, mas como o CEO da Planetary Society  Bill Nye já aponta: “Não há ninguém no espaço para apertar o botão de reset”.

A missão agora foi colocado em espera até que os pesquisadores encontrem uma maneira de reiniciar o sistema. Davis sugere que a nave poderia reiniciar se uma partícula carregada no espaço profundo atingisse seu componente elétrico no caminho “certo”.

“Esta não é uma ocorrência incomum para CubeSats, ou ainda algo maior como uma nave espacial. A experiência da Cal Poly com CubeSats sugerem experimentar um reboot nas primeiras três semanas”, acrescentou Davis.

Fonte: LightSail

Comentários
Carregando...