Verme pode deixar mulher mais fértil

O verme Ascaris lumbricoides pode chegar a 36 cm de comprimento.

A Ascaridíase é uma verminose intestinal humana causada pelo organismo chamado Ascaris lumbricoide. É a mais comum no mundo. Porém, além de sintomas como febre, náuseas e dores de barriga, cientistas apontam que o parasita é capaz de provocar modificações no sistema imunológico feminino que facilitam a gravidez. O estudo foi publicado na revista Science e foi feito com 986 índias, da etnia Tsimané, que habitam a Floresta Amazônica na Região da Bolívia e contou a participação de pesquisadores da Universidade de Santa Bárbara, na Califórnia.

O verme Ascaris lumbricoides pode chegar a 36 cm de comprimento.
O verme Ascaris lumbricoides pode chegar a 36 cm de comprimento.

Os pesquisadores acreditam que esses vermes, quando dentro do organismo das mulheres, têm estratégias de sobrevivência muito parecidas às que o feto lança mão para completar o ciclo da gravidez. Ou seja, assim como o bebê no útero, o Ascaris lumbricoide é capaz de desenvolver mecanismos que evitem com que o sistema imunológico da mulher o ataque. Os pesquisadores acreditam que os resultados da pesquisa podem contribuir para o desenvolvimento de medicações contra a infertilidade.

Por outro lado, a pesquisa também mostrou que vermes nematoides são capazes de provocar efeitos contrários aos apresentados pelos ascaris no organismo feminino. Quero dizer, os nematoides podem fazer com que uma mulher tenha até três filhos a menos ao longo da vida. Além de provocar alterações no sistema de defesa do organismo, dificultando o desenvolvimento do feto, os cientistas acreditam que a infertilidade, nesses casos, também pode ser resultado da anemia provocada pelos nematoides.

Atualmente, as pesquisas com drogas para vencer as barreiras do sistema imunológico feminino e tornar mais fácil e eficiente o processo de fertilização in vitro tem conseguido resultados insatisfatórios. Segundo os cientistas, os resultados obtidos com os vermes, especialmente com o estudo do Ascaris lumbricoide, são inesperados e surpreendentes. Porém, as pesquisas precisam avançar muito para que se possa indicar algum tipo de tratamento nesse sentido. Por outro lado, o quadro apresentado pela infecção de nematoides causa preocupação. Já que é expressivo o número de mulheres que ainda não tiveram filhos, mas que estão em idade fértil.

Em todo planeta, mais de um bilhão de pessoas devem ter contraído algum parasita intestinal. A pesquisa mostrou que a etnia Tsimané tem 70% dos seus representantes infectados por algum desses parasitas. E isso é devido à falta de tratamento da água e outras condições sanitárias precárias. São aproximadamente 16 mil Tsimanés quem vivem da caça, pesca e cultivam arroz e outros alimentos.

Comentários
Carregando...