Artigos científicos, notícias e muito mais.

Máscara impressa em 3D pode ajudar na recuperação de cães com lesões faciais

UC Davis Vet Med/YouTube

Com informações de LiveScience

Uma nova máscara que pode ser produzida a partir da impressão em 3D permite um tratamento mais eficaz para cães que foram feridos no rosto – como em um combate com outro cachorro, por exemplo.

A máscara já foi utilizada em uma fêmea da raça Staffbull, chamada Loca. Ela chegou à Escola de Medicina Veterinária da Universidade da Califórnia com lesões nos ossos da bochecha e da mandíbula – provocados, de acordo com os relatos, durante uma briga com outro cão. Além de todos esses problemas, a articulação temporomandibular de Loca também havia sido comprometida.

Até algum tempo atrás, lesões desse tipo eram de tratamento complicado por parte dos veterinários. No entanto, nesse caso foi utilizada uma máscara que serve como uma espécie de exoesqueleto para cães. Chamada de Exo-K9, a máscara foi feita com parceria entre o hospital veterinário acima referido e o Colégio de Engenharia da Universidade da Califórnia em Davis – EUA.

A máscara funciona de maneira semelhante a ataduras e outras formas de tratamento para fraturas convencionais – segurando a área afetada enquanto ela se recupera. Para desenvolver um equipamento especialmente desenhado para Loca, engenheiros da Universidade da Califórnia em Davis realizaram escaneamentos do crânio de Loca. Essa foi a primeira vez que o tratamento foi posto em prática, disse a universidade.

Um mês depois de passar pelo tratamento, os novos ossos de Loca já estavam se formando, e suas articulações praticamente recuperadas, a ponto de permitir que ela já se alimentasse de comidas mais sólidas. Três meses depois, sua articulação temporomandibular continuava progredindo, mas até o momento ainda não é possível afirmar que Local está 100% recuperada.

Comentários
Carregando...