Artigos científicos, notícias e muito mais.

NASA sugere que Marte já foi 19% coberto por água

De acordo com uma publicação no site oficial da NASA, cientistas em um observatório terrestre mensuraram que Marte antigamente possuiu um oceano primitivo maior que nosso Oceano Ártico. “Nossos estudos providenciaram uma estimativa sólida de quanta água já existiu em Marte, determinando quanta água já foi perdida para o espaço”, disse Geronimo Villanueva, cientista da NASA que atua na Goddard Space Flight Center, em Greenbelt, Maryland-EUA. Geronimo foi o autor do novo estudo. “Com nossas descobertas, podemos entender melhor a história da água em Marte”.

Segundo a publicação, há cerca de 4,3 bilhões de anos, Marte possuía água suficiente para cobrir toda sua superfície em uma camada de água de 137 metros de profundidade. Entretanto, ao contrário disso, acredita-se que toda essa água cobria perto da metade do hemisfério norte de Marte, com algumas regiões alcançando profundidades superiores a 1,6km.

A nova estimativa é baseada em observações detalhadas feitas no Very Large Telescope, do European Southern Observatory (ESO), no Chile; no W.M. Keck Observatory e no NASA Infrared Telescope Facility, no Hawaii. Utilizando toda essa tecnologia avançada, os cientitas foram capazes de distinguir sinais químicos de duas formas de água diferentes na atmosfera de Marte. Uma é familiar ao H20. Outra, é o HDO, uma variação natural onde o hidrogênio é substituído por uma forma mais pesada, chamada de deutério.

Comparando os níveis de HDO e H20 em Marte hoje com os níveis das mesmas formas de água encontradas em um meteorito de Marte que data de 4,5 bilhões de anos, cientistas foram capazes de mensurar as subsequentes alterações atmosféricas e determinar quanta água escapou para o espaço, explicou a publicação.

Cientistas dizem que baseado na superfície atual de Marte, a localização que provavelmente abrigou o oceano gigante foi a que corresponde às Planícies do Norte, por conta de seu solo de baixa altitude. De acordo com os resultados do estudo, o oceano deve ter ocupado 19% da superfície de Marte – porcentagem superior aos 17% que ocupa o Oceano Atlântico na Terra.

A descoberta leva a crer que Marte pode ter sido habitável por um bom período de tempo, diz Michael Mumma, cientista do Goddard e segundo autor da nova pesquisa.

A NASA disponibiliza um vídeo sobre a nova descoberta, e você pode acessá-lo clicando aqui.

Fonte: NASA

Comentários
Carregando...