Artigos científicos, notícias e muito mais.

Novo estudo revela ligação profunda entre nadadeiras e dedos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Chicago (Illinois, EUA) revelou que as mesmas células que formam as nadadeiras dos peixes desempenham um papel chave na formação dos dedos das mãos e dos pés de quadrúpedes, relata o portal Science Daily.

As conclusões destes investigadores, que foi publicada na revista Nature, lança uma luz sobre uma das mudanças que foi essencial para os descendentes desses vertebrados que passaram a caminhar e desenvolver sua vida na terra.

Neil Shubin, autor principal do estudo, explicou que quando se encontrou com os resultados ele ficou boquiaberto.

Durante anos, os cientistas pensavam que as nadadeiras e os dedos não tinham qualquer relação, porque em organismos terrestres a cartilagem é precursora dos ossos, enquanto nos peixes ela é um tecido conjuntivo simples”, disse o pesquisador.

Esses especialistas usaram novas técnica de edição genética e mapeamento sensível com alguns peixe-zebra e ratinhos, assim gradualmente eles iam apagando seus genes ligados ao desenvolvimento das extremidades. Durante as suas experiências, os cientistas verificaram que quando se apagavam os genes HoxD e HOXA (considerados marcadores na formação dos dedos), os roedores não desenvolviam mãos ou pés, enquanto que as nadadeiras dos peixe ficaram quase invisíveis.

O próximo objetivo da equipe de pesquisa é a realização de novos testes no Tiktaalik, considerado um elo entre os peixes primitivos e os primeiros quadrúpedes. [Science Daily]

Comentários
Carregando...