Artigos científicos, notícias e muito mais.

O consumo de álcool pode aumentar o risco de desenvolvimento de diferentes tipos de câncer

Má notícia para os fãs de cerveja e outras bebidas alcoólicas: o consumo de álcool, ainda que em doses pequenas, pode aumentar o risco vários tipos de câncer. Isso é o que diz um documento publicado recentemente pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO, na sigla em inglês). De acordo com o documento, o álcool pode ser considerado um fator de risco “decisivo” para o câncer.

“As pessoas normalmente não associam o consumo de cerveja, vinho e licores com aumento nos riscos de câncer”, disse Bruce Johnson, presidente da American Society of Clinical Oncology, em um comunicado. Segundo o LiveScience, essa afirmação do presidente faz coro a uma enquete realizada pela mesma organização, que descobriu que 70% dos estadunidenses não sabem que o consumo de álcool pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de câncer.

De acordo com o documento, existem evidências de que o consumo de álcool pode ser a causa de sete tipos diferentes de câncer, incluindo o câncer de mama, colorretal, do esôfago, fígado e câncer relacionado à cavidade oral, na faringe e laringe. O hábito de consumir um “drink” por dia já pode ser relacionado com um aumento de 5% no risco de desenvolvimento do câncer de mama, 17% do câncer de orofaringe e 30% de aumento no risco de desenvolvimento do câncer de esôfago, em comparação com um estilo de vida que não inclua o consumo de álcool.

Segundo a ASCO, as pessoas que bebem mais de quatro “drinks” por dia possuem cinco vezes mais chances de desenvolver câncer na cavidade oral, faringe e de esôfago. Além disso, duas vezes maior risco de desenvolver câncer de fígado, em comparação com os que não bebem.

O documento da ASCO também sugeriu que as políticas públicas devem desencorajar o consumo de álcool, seja com aumento nas taxas e preços das bebidas, leis que proíbam a venda para menores e restrição de exposição dos jovens ao álcool.

Comentários
Carregando...