O que acontece com o seu corpo quando segura o xixi por muito tempo?

Pode não parecer, mas a bexiga adulta pode conter até meio litro de urina antes que você sinta a necessidade de ir ao banheiro.

Seu corpo sabe o quanto está lá porque a parede da bexiga está cheia de minúsculos receptores que enviam uma mensagem para o cérebro quando a bexiga atinge sua capacidade.

Felizmente, a maioria de nós tem controle total sobre a função da bexiga, por isso, quando recebemos essa mensagem, podemos optar por nos aliviar imediatamente ou segurá-la.

Mas o que exatamente estamos fazendo ao nosso corpo quando escolhemos segurar?

Em um episódio do SciShow, Michael explica que uma vez que você tomou a decisão de estar muito ocupado para fazer xixi agora, os esfíncteres cilíndricos da sua bexiga se fecham hermeticamente para impedir que a urina vaze pela sua uretra.

Se você tem o hábito de manter seu xixi por muito tempo, estará se submetendo a efeitos sérios a longo prazo, incluindo um risco maior de infecção.

E como o vídeo abaixo explica, segurar constantemente sua urina pode enfraquecer os músculos da bexiga, o que poderia levar à retenção urinária – uma condição que impede de ser capaz de esvaziar completamente a bexiga quando você fazer xixi.

Manter grandes quantidades de urina por um longo período de tempo também expõe seu corpo a bactérias potencialmente prejudiciais, o que pode aumentar suas chances de contrair uma infecção.

Tudo isso soa muito ruim, mas não exatamente com risco de vida, certo? Na verdade, é possível morrer assim. Um bom exemplo é Tycho Brahe, um astrônomo dinamarquês no século XVI.

Brahe foi um cientista fantástico, contribuindo para a literatura científica em diversas áreas. Entretanto, a causa da morte de Brahe talvez seja um pouco inesperada.

Ele se recusou a deixar um banquete para ir ao banheiro porque acreditava ser uma quebra de etiqueta, mas quando chegou em casa, descobriu que não conseguia fazer xixi. Ele morreu logo depois, quando a sua bexiga explodiu.

A boa notícia é que a bexiga de Brahe não era como a maioria. Se a ruptura acontece, quase sempre é porque a bexiga já foi danificada por algum motivo.

Mas não sempre. Como Michael explica para o SciShow, existem casos em que as bexigas das pessoas estouram porque estavam muito bêbadas para perceber o sinal de seus cérebros dizendo-lhes para irem ao banheiro.

Assista ao episódio do SciShow abaixo para saber mais:

 

Comentários
Carregando...