Artigos científicos, notícias e muito mais.

Ovelhas são capazes de reconhecer rostos de celebridades a partir de fotografias

Com informações de ScienceAlert

As ovelhas são animais com notória capacidade de reconhecer a face de outras ovelhas, e dos seus donos também. Agora, no entanto, um novo estudo aponta que elas também são capazes de identificar humanos que elas nunca viram pessoalmente, apenas por fotografias. A pesquisa fez parte de um grande estudo que está tentando entender o processo de aprendizado das ovelhas, no intuito de compreender como algumas doenças como a de Huntington se comportam.

Para realizar a pesquisa, os cientistas utilizaram fotografias de pessoas conhecidas, como Barack Obama, Emma Watson, Jake Gyllenhaal e Fiona Bruce, por exemplo. Essas imagens eram apresentadas para as ovelhas, em diferentes ângulos. Elas eram treinadas para reconhecerem esses rostos quando eles eram apresentados juntos com outras imagens em branco. Tudo era feito utilizado comida como recompensa – sempre que uma ovelha escolhia a fotografia certa, ganhava uma recompensa em comida.

No estágio seguinte, as fotografias que mostravam as celebridades eram colocadas lado a lado com imagens de outras pessoas desconhecidas, e aí é que surgiu o impressionante: as ovelhas foram capazes de identificar os rostos previamente aprendidos em uma taxa de 8 a cada 10. Os resultados baixaram um pouco quando as celebridades eram mostradas em ângulos diferentes – registrando uma queda de 15% nos acertos. Essa diferença, entretanto, está dentro do que seria esperado para os seres humanos também, de acordo com os pesquisadores.

Em alguns testes, uma das fotos mostrava uma pessoa que costumava lidar com as ovelhas, e nesses casos os animais escolheram o rosto familiar em uma taxa de 7 a cada 10, sem nenhum treinamento.

“Nós sabemos que as ovelhas podem reconhecer seus cuidadores, mas ainda assim estou impressionado em ver como fazem isso”, disse Jenny Morton, envolvida no estudo, ao The Guardian. “O reconhecimento facial é um processo complexo, mas elas têm grandes cérebros, elas veem outras ovelhas, e estão utilizando esse processo para reconhecer umas às outras”.

De acordo com a equipe de pesquisa, o reconhecimento facial envolve atividade em várias partes do cérebro. Por isso, monitorar esse talento das ovelhas, e ver como a habilidade pode aumenta ou diminui a partir de certas situações pode ajudar os cientistas a identificar problemas cerebrais mais precocemente.

Segundo os pesquisadores, com cérebros largos e longevidade considerável, as ovelhas são bons modelos de estudo para os problemas cerebrais humanos. “Nosso estudo nos dá outra maneira de monitorar como essas habilidades (de reconhecimento) mudam, particularmente em ovelhas que carregam o gene de mutação que causa a doença de Huntington”, disse Morton. Os pesquisadores dizem que esperam que com os resultados possam desenvolver tratamentos capazes de reverter algumas das mudanças cognitivas causadas pela doença.

 

Comentários
Carregando...