Uma nova espécie de macaco é descoberta na Floresta Amazônica

Todos nós sabemos que a Floresta Amazônica tem uma biodiversidade incrível, e um novo mamífero se juntou a esse grupo. Os pesquisadores descobriram o que eles acreditavam ser uma nova espécie de macaco titi no Brasil. A espécie foi identificada pela primeira vez durante uma expedição ao longo do rio Roosevelt por Julio César Dalponte em 2011.

Climatologia Geográfica

O macaco foi visto distinto de outros membros do gênero Callicebus, isso por causa de sua brilhante cauda de cor laranja e outros padrões na pele, tais como costeletas e listras cinza na testa. Estas e outras diferenças na morfologia do macaco foram usadas para identificar o animal como uma nova espécie. A nova espécie foi apelidada de “Callicebus miltoni”, em homenagem a primatologista Milton Thiago de Mello. Mello passou sua carreira á educar outros primatologistas no Brasil, e tem sido um defensor da conservação.

“Estamos realmente animados sobre esta nova descoberta”, disse o co-autor Felipe Ennes Silva, em um comunicado à imprensa . “É sempre emocionante encontrar algo novo na Amazônia, isso faz nos lembrar o quão especial esta floresta é e como temos sorte de tê-la à nossa porta.”, acrescenta ele.

Climatologia Geográfica

Os macacos tem um jeito interessante: eles sentam-se um ao lado do outro entrelaçando as caudas, que é extremamente adorável e pode ser visto na imagem acima.

Neste ponto, é muito cedo para dizer quais são as tendências populacionais para esta espécie. No entanto, a destruição do habitat na região através do desmatamento ou incêndios florestais, pode ameaçar o futuro do macaco.

Fonte: IFL Science

Comentários
Carregando...