Veja os microrganismos presentes no banheiro com os quais você realmente pode sofrer

Se você já viu um comercial de um produto para a limpeza da casa, provavelmente viu uma bactéria ou o fungo representados como pequenas criaturinha com dentes afiados, pele escamosa e má atitude. Esses anúncios fazem parecer como se os germes do banheiro invadissem os espaços diariamente, infectando o vaso sanitário, o chuveiro e a banheira. Mas, e quanto aos germes que ficam atrás da sua pia? O que você pode pegar e como você pode combatê-los?

Eles estão em todos os lugares

A má notícia é que sim, há provavelmente um monte de germes em seu banheiro.

Porém, há um monte de germes no seu corpo! Na verdade, em um número maior do que células, em uma proporção de 10. Pelo menos é o que diz Philip M. Tierno, PhD e diretor de microbiologia clínica e imunologia diagnosticada nos Hospital de Tisch, no Centro Médico da Universidade de Nova Iorque. “Então, 90% do número total de células no seu corpo são, na realidade, de germes. Nós não podemos viver em uma bolha e abandoná-los”. Mas, segundo ele, a maioria dos microrganismos são perfeitamente benéficos a nós ou indiferentes.

Não todos, é claro. Então, quais são os microrganismos malignos que talvez possam estar vagando pelo seu banheiro? Veja alguns deles:

  • Vírus gastrointestinais causam distúrbios estomacais em humanos.. Esses incluem o norovírus, que já foi documentado como um dos principais causadores de surtos em navios. Porém, esses vírus não estão apenas presentes nos barcos, eles podem ser encontrados no assento da sua privada, “são facilmente transmitidos e podem permanecer em uma superfície sólida por mais de uma semana”, diz Tierno;
  • Patógenos entéricos, que são encontrados nas comidas (e, naturalmente, nas fezes). Esses incluem o E. coli, salmonela, shigela e campilo bactéria. O E. coli O157:H7 é particularmente desagradável, causando diarreias severas e com sangue. “É a bactéria que matou quatro crianças e causou um surto em alguns restaurantes da Califórnia em 1993”, diz Donna Duberg, professora assistente do laboratório de ciências clínicas na Universidade de St. Louis, nos EUA;
  • Organismos da pele e do sistema respiratório, como a bactéria Staphylococcus aureus, incluindo um grupo resistente a alguns antibióticos, e um outro grupo conhecido como “bactérias comedoras de carne”;
  • Fungos dermatofíticos, encontrados em pés de atletas, podem ser transmitidos apenas por caminhar descalço no banheiro e;
  • Outro fungos residuais podem agir sem causar infecções, mas exacerbam asma e alergias, como mofo e bolor (devido aos esporos liberados).

Mas, antes de você evacuar o seu banheiro e inundar ele de produtos, há uma boa notícia. “Apenas cerca de 1-2% dos germes são patogênicos”, diz Tierno. “Há uma possibilidade de você pegar alguma doença, mas se você praticar uma boa higiene, os riscos são muito pequenos”


Traduzido e adaptado de:

http://www.webmd.com/parenting/d2n-stopping-germs-12/bathroom-germs

Comentários
Carregando...